segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Luz e meia

A meia-luz os contornos se sensualizam,
as saídas ficam escuras,
o retorno é coisa não vista,
lençol branco fica amarelo-sombra,
a linha preta que separa qualquer coisa do ar, vira ar,

falta ar,
sobra água,

(suspiro)

Tocaram-se e fizeram de sua meia vontade
o que uma vontade inteira poderia causar,

Mas a ternura também cansa.

2 comentários:

  1. Não sei como a meia voou quebrou a luz e fiquei no escuro.

    Desajeitados riem da escuridão.

    ResponderExcluir